• Ginger Yoga

Sankalpas "realistas" :)

A cada viragem do ano, são colocadas intenções, resoluções, e por aí fora. O que muda do restante ano? Talvez uma maior "vontade" colectiva, pelo balanço natural que fazemos. Desejar "Paz, Amor e Luz" é sempre bem-vindo, mas que fazemos nós na esfera pessoal para tal?



Tendemos a desejar #paz , #amor e um mundo justo e compassivo, nesta altura do ano. Não porque apenas pensamos no mundo agora, mas por ser uma altura de reflexão natural à maioria das pessoas. Os balanços de um #ano velho e as resoluções e expectativas para o novo.


No início deste ano, a ouvir as palavras de um belo professor, as suas reflexões reforçaram algumas coisas. Nomeadamente, a esclarecer e a tornar "realistas" algumas considerações. Lembro-me de, em tempos, pensar para mim mesma, há vários anos "só quero morrer em paz". Até q me confrontaram com a questão simples e básica: "e o que fazes tu em vida para tal?" Pois. Tendemos a desejar e a almejar coisas irreais quando temos ao dispor uma série de ferramentas q podemos usar. Integrar a prática sabiamente na #vida, no dia a dia, espelha essa mesma inteligência na acção, posso desejar a paz mundial, mas q faço eu, nesta esfera pessoal para isso?

Em todas as #aulas , nos momentos iniciais, convido os alunos a cultivarem o seu #sankalpa , essa vontade e resolução interior, colocada como #prece . E essa prática diária, de nós para nós, serve para nos ajudar a não esquecer o mais importante de tudo, quem somos nós. Q fazemos no relativo do dia a dia?




Em tom de prece,


Nesta condição #humana , vai sempre haver desafios e momentos de dor e perda, q posso eu fazer? Q tenha o discernimento para entender o que posso fazer e q possa aceitar o q é inevitável, inter-dependente, impermanente e finito. Q tenha paciência nos momentos todos, os de #alegria e os de #tristeza. Q tenha #compaixão na hora certa, q tenha desapego aos resultados da própria acção, sejam eles de sucesso ou insucesso.

Que me mantenha ancorada nos valores éticos q permeiam esta vida de #yoga, q possa cultivar rotinas e actos diários q me aproximem da vida q escolho. Q possa cultivar #satva guna, esse estado equilibrado da #mente q me aproxima da minha própria natureza. Q possa aceitar as circunstâncias e #pessoas como estão, q possa cumprir o #dharma com maturidade, sem q sequer isso me soe a sacrifício, afinal é o q é para ser feito, não obstante das tendências e preferências de cada um/a.

Que haja clareza, humildade e força para ver as coisas como são, e pureza no ️coração.


Filipa Mora

  • Ginger Yoga
  • Ginger Yoga
  • Ginger Yoga